Browsing Category

Empreender

Empreender Vida de Mãe Empreendedora

Definindo nossos papéis

Já se sentiu confusa com os vários papéis que assume? Sentiu como se não estivesse fazendo nada direito? Eu entendo você, também já me senti assim! Teve um momento da minha vida que eu falava para meu marido, que eu queria ter só uma função, que eu não consegui assumir mais que uma coisa, ou era mãe, ou era profissional ou era esposa, ou era filha e assim por diante. Mas passados os momentos de angústia quando eu parava para refletir, via que são esses papéis que me definiam como pessoa. Era a junção deles que fazia eu me sentir realizada.

A maternidade veio para me mostrar tanta coisa, mas trabalhar sempre faz parte de mim e não me via sem isso, por exemplo. O problema maior não eram os vários papéis que assumia, mas a forma que eu os assumia.

Claro que, temos que ter prioridades e alguns papéis podem e devem ficar ali guardadinhos enquanto desempenhamos outros mais importantes naquele momento. Por exemplo, se acabamos de ter um filho, nosso papel como mãe é prioridade e merece atenção. Alguns outros papéis podem ficar em segundo plano nesse período e por aí vai.

Mas para saber e entender os papéis mais importantes na sua vida no momento, o primeiro passo é listar seus papéis atuais, quais as funções que assume. Depois de listados, coloque-os como prioridade e veja se tem alguma na lista que pode ser remanejado para um momento. Assim se sentirá mais tranquila sabendo o que deve fazer naquele momento e vai se dedicar a elas.

Então, por exemplo, você tem filhos pequenos e está começando a empreender, mas tem um curso de pintura que gostaria muito de fazer porque é apaixonada. Avalie se não pode deixar esse curso para o momento que a empresa está mais estabilizada e precisará menos da sua dedicação.

Podemos fazer tudo que queremos, mas não tudo ao mesmo tempo, por isso a palavra prioridade é tão importante para nós mães empreendedoras. Os momentos mudam, os filhos crescem e todos os nossos sonhos e projetos podem ser realizados, cada um no seu momento.

Isso tudo porque, encher nossas agendas de funções e coisas fazem a gente esquecer do mais importante nisso tudo: viver! Viver a vida leve, aproveitando essa maravilhosa oportunidade de estar mais perto de nossos filhos, vendo-os crescer de perto, não foi isso uma das principais razões que te levaram a empreender?

Como começar Empreender Vida de Mãe Empreendedora

10 passos para tomar coragem e empreender

Eu sempre falo nas minhas palestras que a maternidade me trouxe a coragem que eu precisava para empreender, mas também me trouxe um medo enorme. Sim! Eu tinha medo de dar errado, de não dar conta principalmente, às vezes achava que era só um sonho que não viraria realidade.

Mas virou! E uma gostosa realidade. As coisas não são fáceis, empreender é sinônimo de acordar todos os dias com disposição para trabalhar, inovar e aprender muito, mas também significa, pra mim, uma realização profissional e pessoal sem comparação.

Entendo perfeitamente as mães que possuem esse medo, como eu tive, mas chega uma hora que a gente vai desejar ter começado há um ano. Chega uma hora que não tem jeito, o “bichinho do empreendedorismo” te chama de um jeito que o único jeito é ir em frente. E pra te ajudar, hoje tem 10 passos para você tomar coragem e empreender, acompanhe:

1- Faça bons contatos: estar perto de gente com boa energia, que empreende e estão dispostos a trocar ideias é tudo de bom! Pra isso, você pode participar de eventos, entrar em contato com gente que admira e principalmente participar de eventos online, que é uma grande facilidade pra quem tem filhos, não é mesmo? Os grupos no Facebook são outra ótima opção. Cerque-se de gente que está olhando pra mesma direção que você, pode ser que encontre um sócio, parceiros ou histórias de inspiração.

2- Descubra o que deseja empreender: muitas vezes travam porque ainda não sabem que tipo de negócio abrir ou pelo menos em que área desejam trabalhar. Trabalhe nessa busca e com certeza, depois de encontrar aquilo que “mexe” com você ficará mais fácil encontrar coragem e empreender.

3- Aprenda a planejar: planejar é sinônimo de tranquilidade e economia de tempo e dinheiro. Aprenda a fazer um plano de negócio para testar suas ideias. Estipule prazos e metas e vai ver que tudo isso dá mais segurança para seguir em frente.

4- Descubra sua motivação: empreender depois dos filhos chega a ser um desafio muito maior, mas costumo dizer que também temos uma razão e motivação muito maior para seguir em frente. Estar mais tempo com minhas filhas e ter mais autonomia sobre a rotina da minha família foram as razões que me levaram a empreender, quais são as suas?

5- Organize-se: quando você consegue se organizar e ver seu tempo melhor distribuído, facilita muito e ajuda nessa coragem que muitas vezes falta para empreender.

6- Converse com sua família: o apoio de gente querida que estará com você nessa caminhada, ajuda a acabar com alguns medos. Converse com sua família e peça o apoio necessário.

7- Converse com seu público consumidor: quanto mais você conhecer seu público consumidor, melhor se sairá nos negócios. Busque sempre essa interação, com ela você vai ganhando confiança e o medo vai embora.

8- Ao lado da lei: cumprir a legislação pertinente ao seu negócio também dá uma tranquilidade maior para continuar trabalhando e empreendendo. Busque informações!

9- Faça parcerias: as parcerias são uma ótima maneira para ajudar seu negócio a dar certo e de quebra ajuda a te manter bem e motivada. Invista!

10- Inspire-se, todos os dias: empreender, muitas vezes é sinônimo de criatividade constante. É preciso se reinventar sempre para isso, é preciso muita inspiração. Busque sempre ler coisas que te agrada, acompanhar blogs, trabalhos de artistas e tudo mais que te ajuda a inspirar!

Empreender Marketing

Congresso Nacional sobre Blogs – Conablogs

Todo mundo sabe da minha paixão por blogs! Pra mim, eles são um dos pilares mais importantes da comunicação digital de qualquer negócio seja ele digital ou físico, além, é claro, deles mesmo serem um empreendimento à parte.

Mas independente de qual foco você quer dar para seu blog, se é ganhar dinheiro, se é alavancar seu negócio, é preciso entender como as coisas funcionam e estar em constante atualização para aproveitar todas as oportunidades.

Por isso, quero te convidar para um congresso muito bacana, o Conablogs! O evento é totalmente online e gratuito e reúne grandes nomes do Marketing Digital para dar dicas fantásticas sobre todos os aspectos de um blog.

Eu vou estar lá também falando sobre nichos e contando a história do Indiretas Maternas. Vou te mostrar a importância de escolher bem o público para o qual vai escrever e que impactos que isso tem no retorno do seu trabalho.

Espero vocês lá! E aproveito para agradecer todo o carinho que tenho recebido após as minhas palestras nos congressos!

Faça sua inscrição >> http://conablogs.com.br/

Empreender Vida de Mãe Empreendedora

5 dicas para trabalhar em casa

Quando surge a ideia de empreender, muitas mães optam por gerir seus negócios de suas próprias casas por uma série de motivos, entre eles, a facilidade de acompanhar a rotina dos filhos, redução de custos, controle da rotina da casa, entre muitas razões.

Mas trabalhar em casa, não é tão fácil quanto se pensa, exige organização, concentração e determinação. As distrações estão sempre ali ao alcance das nossas mãos, e sem disciplina, podemos perder o foco do trabalho e jogar muito tempo produtivo fora.

Por outro lado, existem muitos benefícios de se trabalhar em casa, e o principal, como já falamos, é poder ter controle sobre a rotina dos filhos e poder estar presente na vida deles com maior facilidade. Se esta é sua realidade, ou pretende que seja, veja algumas dicas que irão facilitar sua rotina de trabalho em casa:

1- Tenha um lugar para trabalhar: eu sei que a realidade nem sempre é linda assim, mas mesmo que trabalhe algum momento em outro lugar da casa, é importante ter um lugar para trabalhar. Dessa forma, é mais fácil se concentrar, além de poder ter tudo que precisa sempre à mão, economizando tempo.

2- Organize seu lugar de trabalho: falando em organização, essa é fundamental para manter seu lugar de trabalho produtivo e estimulante. Organize em caixas ou cestas, esconda os fios e deixe o lugar mais fácil de limpar. Veja algumas dicas:

3- Tenha um horário para trabalhar: quem se reconhece na seguinte cena: você aproveita que os filhos estão brincando, começa a trabalhar, aí eles te chamam, você para vai lá, volta, recomeça o trabalho, eles te chamam de novo, e aí já perdeu o foco. Isso é muito comum, e muitas vezes, é a única saída, mas não é o ideal. O bom é determinar um horário para trabalhar, para se concentrar. Se o tempo disponível não é muito, comece com algumas horas por dia e vá adequando o tempo à sua rotina e necessidade.

4- Otimize seu tempo: mãe empreendedora é muitas vezes sinônimo de pouco tempo para trabalhar não é mesmo? Por isso é preciso aprender a otimizar bem o tempo de produção. Uma boa tática para isso, são as famosas listas de tarefas, se bem usadas elas direcionam nossos esforços e impede que a gente se perca no meio das muitas atividades.

5- Se arrume para trabalhar: trabalhar de pijama pode parecer muito legal, mas na verdade se arrumar para um dia de trabalho, seja em casa ou fora dela, nos dá ânimo e ajuda nosso cérebro a se preparar para trabalhar. Vista uma roupa que, se precisar sair, está pronta, além de calçados e deixe a bolsa sempre pronta para qualquer eventualidade.

 

Como começar Empreender

Congresso Online de Mães Empreendedoras, vamos?

O movimento do Empreendedorismo Materno está crescendo muito e bem rápido. Uma prova disso, não é só os muito e-mails e mensagens que recebo todos os dias, de mães contando que decidiram empreender após a maternidade, mas também eventos e iniciativas no setor.

Uma delas é o Congresso Online de Mães Empreendedoras. O evento é gratuito e vai dos dias 28 de julho a 03 de agosto e é totalmente online. Serão ao todo 30 palestras com diversas profissionais que admiro e acompanho falando dos mais diversos assuntos relacionados ao Empreendedorismo Materno.

congresso de mães empreendedoras

E eu também estarei presente, no dia 31 às 10h da manhã falando sobre como transformei o Indiretas Maternas em negócio. E vamos falar também de empreendedorismo digital, como identificar e aproveitar as oportunidades, os maiores erros que cometi e como você pode começar a empreender.

As vagas do evento são limitadas, por isso, faça agora mesmo sua inscrição clicando aqui!!

Espero vocês lá ok? Vamos mudar de vida?

Empreender

5 maneiras de gerar renda com seu blog

Muita gente me pergunta, como eu consigo gerar renda com meus blogs. Algumas, realmente se espantam quando eu falo que sim, eles são um dos meus trabalhos, eu ganho dinheiro com eles.

A verdade é que não há segredos para isso, somente técnicas de trabalho. Os blogs nada mais são do que veículos de comunicação, assim como os jornais, revistas, canais de TV. E é por isso que eu sempre digo que amo a internet, ela possibilitou que uma pessoa física pudesse oferecer conteúdo, expor opiniões e gerar valor de maneira barata, rápida e simples.

Assim como os veículos, o que gera renda para os blogs (na maioria das vezes) é a publicidade. E hoje, temos diversas opções e formas diferentes de trabalhar com essa publicidade dependendo do tamanho da sua audiência.

Não é fácil tá? É um trabalho que exige esforço, comprometimento e foco. E assim, com certeza o resultado virá. A melhor parte, é que é um trabalho que dá muita satisfação, muita mesmo.

Claro que, a maioria das pessoas que trabalha com blog, não tem só um projeto, e cada projeto tem um objetivo diferente (eu explico isso direitinho no curso), mas é lindo você receber um e-mail de alguém agradecendo porque você a ajudou em algum momento, isso não tem preço mesmo!

Bem, mas como o objetivo do texto é mostrar formas de rentabilizar seu blog ou seu futuro blog, vamos às dicas:

1- Google Adsense: essa talvez é a forma mais conhecida de rentabilizar seu projeto. Consiste em você colocar anúncios do Google em seu blog e ele te paga por cada pessoa que clicar. Claro que existem outras empresas com o mesmo modelo de anúncio, já trabalhei com algumas delas, mas prefiro o Adsense pelo seu retorno e seriedade.

2- Programas de afiliados: um afiliado nada mais é do que um revendedor de um produto. Você indica um produto para seus leitores e em cada venda concretizada, você recebe uma comissão.

3- Publicidade direta: se você já tem um bom tráfego de visitas, pode começar a oferecer publicidade direta para o anunciante. Essa modalidade traz um retorno financeiro maior, mais exige maior dedicação para gerenciar.

4- Infoproduto: você também pode produzir um produto digital (e-book, áudiobook, curso, etc) com o assunto do seu blog e disponibilizar para venda.

5- Área de membros: dependendo do assunto do seu blog, você pode cobrar uma assinatura para que as pessoas tenham acesso a conteúdos exclusivos.

 É bom deixar claro, que trabalhar com blogs envolve muitas técnicas e estratégias e não somente escrever e publicar. Nós lançamos um curso que ensina todo esse processo passo a passo, do zero, mesmo pra quem nunca trabalhou com isso. Assim, você unir sua paixão trabalhando em uma coisa que ajuda outras pessoas. 

Inscreva-se agora!!