Inspire-se

Conheça as Mães Empreendedoras da Bahia

Rede de apoio e fomento ao empreendedorismo materno

Fundada em fevereiro deste ano, a Rede de Apoio ao Empreendedorismo Materno na Bahia objetiva apoiar e fomentar o empreendedorismo das mães no estado baiano, dando suporte emocional, psicológico e profissional.

Para alcançar nossos objetivos criamos itens e ações que possam colaborar tanto na parte emocional e psicológica, quanto no quesito de formação e capacitação profissional:

*Cirandas (mensais) – Momento descontraído para dar suporte emocional, com troca de
experiências, dúvidas, anseios sobre os negócios e a vida de mãe;
*Site e fanpage no Facebook – Postagem de notícias e informações relevantes; guia de serviços
ofertando os produtos e serviços das mães empreendedoras, o qual é consultado pelo público
em geral, para estimular e fortalecer ainda mais a Rede;
*Grupo no Facebook – Para tratar de questões que podem melhorar a Rede; divulgação de
notícias e arquivos sobre temas afins;
*Workshops, feiras e oficinas – Para capacitar e empoderar ainda mais as empreendedoras,
são criadas oficinas, palestras e workshops para aprofundamento em assuntos técnicos, além
das feiras de exposição dos produtos e serviços prestados por estas mães.

QUEM É A REDE MÃES

O conceito da nossa rede está na ideia de oferecer suporte às mães que decidiram trabalhar por conta própria, em uma luta diária, com garra e afinco nos seus negócios, para estarem mais próximas dos seus filhos e filhas.

Nossa logo traz uma leoa junto ao seu filhote rodeada por uma rede. Cada conexão desta rede representa o apoio de cada mãe que está junto conosco neste caminho do empreendedorismo materno.

Fundadoras
Rosana Duarte – Turismóloga, jornalista especialista em Jorn. Científico. Adoro artes e decoração criativa. Tenho uma empresa de personalizações, papelaria e lembrancinhas (Leid’Art Personalizações). Contato: 71 8109-5791

Lorena Cruz – Bióloga, Mestre em Ecologia. Busco maneiras de trabalhar em casa para me dedicar o máximo possível à minha filha. Trabalho com artesanato (Entre Nós Macramê), organização de festas ecológicas (As Festas de Manuca! Festas Ecológicas) e na culinária (Com amor de mãe). Contato: 71 9662-5657

Jaqueline Almeida – Relações Públicas, professora de Yoga e Reikiana. Também poeta, a maternidade aflorou meu gosto pela escrita e conto sobre as minhas descobertas com a chegada da minha filha no blog “Coisas de Brisa”. Contato: 71 8758-6928/9320-2386

Site: www.maesba.com.br
Facebook: www.facebook.com/maesbahia
E-mail: maes.bahia@gmail.com

UM POUCO SOBRE EMPREENDEDORISMO MATERNO

Durante a gestação muitas mulheres se deparam com o dilema da volta ao trabalho, após cumprir o tempo da licença maternidade. Pesquisas mostram que no Brasil, em 85% das empresas, menos da metade volta ao cargo após o afastamento. Muitas deixam o emprego para se dedicar aos filhos e utilizam dons e talentos para empreender. Tudo isso para garantir participação na economia do lar.

Este tipo de empreendedorismo vem alcançando mães em todo o mundo. Prova disso é que, somente nos EUA, 31% das mulheres saíram dos empregos – entre 2004 e 2009. O cuidado com os filhos foi o maior motivo deste índice. Com este quadro, o empreendedorismo materno tem se configurado como alternativa viável, sustentável e possível para muitas mulheres.
No Brasil, estima-se que 10 milhões de mulheres são empreendedoras. Destas, metade são mães.

Entre as mães que trabalham, 84% acham que a casa é “o melhor lugar do mundo”. Contribuindo para estes percentuais, somente o estado da Bahia tem 57,6% das mulheres sendo mães. E a maioria delas tem buscado empreender.

As mães desejam empreender para permanecerem mais próximas dos filhos, desenvolvendo produtos/serviços para outras famílias. Com a Rede, nasce o incentivo ao ato de criar filhos com consciência e dedicação.

Porém, para empreender, muitas mulheres alegam não ter conhecimento/coragem e são pouco estimuladas. O fato de ter que desempenhar tarefas domésticas, o que toma certo tempo do dia a dia delas, também é um agente que desestimula o empreender.
Mas, com uma Rede de apoio, que estimule as famílias a começarem seus próprios negócios, teremos:

Incentivo ao trabalho no ambiente familiar e empoderamento das mães;
Crianças usufruindo da lactância prolongada/flexibilidade do tempo dos pais;
Fortalecimento da união familiar e crescimento socioeconômico da comunidade;
Mudanças nos modelos educacionais na idade pré-escolar da criança e também nas leis
trabalhistas;
Fortalecimento da solidariedade e colaboração entre os membros da sociedade.

Diversos sites e blogs surgiram nos últimos anos com a temática de se oferecer um maior cuidado com os filhos, como o “Antes que eles cresçam”, “Cientista que virou mãe”, “Maternarum”, sendo este último, uma Rede de fomento ao empreendedorismo materno na cidade de Curitiba-PR. Todos, apoiando o empreender.

Sabe-se que a multiplicidade de funções da mulher existe e, como forma de colaborar com este público é que criamos esta Rede, que precisa também do seu apoio para desenvolver nossos projetos e, assim, alcançar metas, objetivos e consolidar o empreendedorismo materno no estado da Bahia.

Acreditamos que, com nossa união e garra, vamos atingir um novo conceito de sociedade mais justa e igualitária, e filhos melhores para o mundo.